Pelo Fim das Garrafas Plásticas

“Pesquisa feita nos Estados Unidos – Água engarrafada é necessária?????
Uma garrafa de água mineral custa em média U$ 1,50. Um cidadão gasta em média U$400,00 por ano em água mineral engarrafada. 
No ano de 2004 nos EUA, o consumo de água engarrafada foi de: 26.000.000.000 de litros são quase 28.000.000.000 de garrafas plásticas em 1 ano. Das quais 86% acabam no lixo. Em média, 1500 garrafas de plástico são jogadas no lixo a cada segundo!


26.000.000.000 de litros de água são 17.000.000 barrís de petróleo que serão usados para produzir essa quantidade de garrafas plásticas. Essa quantidade de petróleo seria suficiente para abastecer 100.000 carros por ano. 26.000.000.000 de litros também contribuem para a produção de 2.500.000 toneladas de dióxido de carbono, produzido para a fabricação das garrafas plásticas e $100,000,000,000 (cem bilhões de dólares) são gastos a cada ano pelos consumidores de água engarrafada.
Investigações demonstram que por uma pequena fração desse valor, todas as pessoas do Planeta poderiam ter água potável e saneamento adequado.
Você só bebe água engarrafada? Você conhece o resultado dessa atitude?  • Gasta Dinheiro; • Contamina o Planeta;  • Agrava o risco de contaminação dos Lençóis freáticos. 
Tudo isso ocasionado pelas garrafas de plástico! Estudos apontam que 35% dos consumidores de água engarrafada pensam que é mais saudável.
Você guarda garrafas de água mineral no carro? O calor do carro pode liberar produtos químicos do plástico das garrafas, em excesso pode produzir células cancerosas. Mas não é necessário deixar a garrafa de plástico exposta ao calor no carro, para correr esses riscos, porque elas já vem com as toxinas por serem submetidas a temperaturas extremas no momento de produção, transporte e armazenamento.
Eliminando a utilização das garrafas de plástico, você estará ajudando a conservar o nosso Planeta Terra e o Meio Ambiente”.

Vamos combinar que receber 50 e-mails por dia com PowerPoint de mensagens, por mais bonitas que elas sejam, é um saco! Principalmente porque elas são enviadas por gente desconhecida! Eu geralmente não leio, mas essa, por ter sido enviada por uma pessoa que respeito muito resolvi abrir. A maioria dessas mensagens “informativas” vêm carregadas de sensacionalismo e especulação, mas achei essa bem coerente (embora eu não me responsabilize por 100% do conteúdo, uma vez que desconheço as pesquisas que a fundamentam). De qualquer maneira o pessoal lá da Terra do Tio Sam já desenvolveu uma solução bacana para esse problema: uma garrafinha de plástico reciclado para carregar para todo canto. Ela tem um filtro acoplado o que permite reabastecê-la em qualquer lugar e ter sempre água limpa. O pessoal dos “ISTEITES” pode comprar através do site: http://www.waterbobble.com Custa entre $8.95 e $12.95 dependendo do tamanho!
Achei a idéia incrível! Mas infelizmente por aqui não tem (Alow empresários! Vamos trazer p/ o Brasil!).  Enquanto isso, vamos combinar assim: “Saiu p/ bater perna na rua e vai demorar, leva o cantil com a aguinha de casa ok?

Ficou com dúvida?

Veja minha página de dúvidas frequentes

Tatiana Romano
por Tatiana Romano Criadora do Panelaterapia Conheça a Tati

Tatiana Romano, reside em Sorocaba, deixou a profissão de Psicóloga e Professora para se dedicar à sua paixão pelas panelas e ao blog Panelaterapia que mantém desde 2009. Hoje se dedica a cozinhar, fotografar, escrever e brigar com a balança.

21 Comentários

  1. Anônimo disse:

    "Porque postar como anônimo? Você tem MEDO da sua opinião? Opiniões bem fundamentadas não precisam de anonimato." Ô prezada, eu postrei como anônimo po que o teu blog me permite fazê-lo. Se você não quer nenhum anônimo na área, basta mudar o perfil dos comentaristas. Aliás, opiniões bem fundamentadas não sofrem ou merecem desrespeito só poque são anônimas, não, viu? Outra coisa, eu näo tenho MEDO de coisa nenhuma, e não entendo por que você escreveu medo em caixa alta. Ô, não precisa apelar, não, viu?

    "O texto em si falava das águas, mas se aplica a todo tipo de gafarra plástica." Bom, o texto se refere explicitamente ás garrafas de água mineral. Como você bem sabe, existe uma campanha para banir água engarrafada, daí por que eu perguntei por qual razão ninguém peita a ind. de refrigerantes.

    "Mas infelizmente tem sempre algum anônimo puxando a sardinha para o lado que lhe convém." E eu diria que você está puxando sardinha pra(s) campanha(s) anti-água engarrafada, já eu não tenho nada a ver com indústri ou lobby algum. Você tem algum problema com isso? Te custa tanto assim ler opiniões diferentes das tuas? Em meu comentário original não lhe faltei com o respeito em momento algum. Sevocê tivesse um pouco mais de bom senso teria percebido que minha linguagem é neutra, não cito você nem tuas opiniões em momento algum. Apenas levantei a lebre dos refrigerantes e dessa hipocrisia de não beber água engarrafada. Você passou batido pela sugestão de isntalar máquinas que aceitem garrafas vazias, a fim de evitar que o cidadão jogue a mesma no lixão. Fala sério, dá pra ser um pouco menos agressiva?!?
    A propósito, eu tenho nome, viu? É Susana. E passe bem

  2. Ô Rita, não foi ignorada não… eu estava pensando sobre o que você falou e pesquisando sobre o assunto, já que, realmente não sei nada sobre a forma de produção e extração das ovas.
    De qualquer maneira você tem toda razão sobre comer ovas. Eu não comeria mais porque não gostei, assim como não gosto de nenhum tipo de ovas… a gente vive num mundo tão politicamente e ecologicamente incorreto que muitas vezes agimos de forma errada por simplesmente não estarmos habituados a pensar sobre nossas atitudes.

    De qualquer maneira, muito obrigada pela sua colaboração!
    Bjs

  3. Anônimo disse:

    Fui ignorada peremptoriamente… :´(
    Rita Barreto

  4. Lílian, realmente não existe uma solução 100% satisfatória. Mas acho que estamos caminhando bem. Eu tenho filtro na minha casa, aqueles acoplados na parede. Aqui o abastecimento é feito pelo SAE e a qualidade da água é boa, comparada com outros locais.
    Por enquanto fico com meu filtro mesmo.
    bjs

  5. Lílian disse:

    Oi Tatiana, bom texto. Uma dúvida: você usa aquelas máquinas que filtram água da torneira? Pensei em colocá-las em casa. O problema é que mesmo o melhor processo não elimina alguns metais e principalmente os hormônios (que estão em grande quantidade na água da SABESP). Aqui em casa usamos as garrafas plásticas como retornáveis, pois pegamos água da fonte direto. Mas o ideal seria que não fossem plásticas. Ainda não consegui deduzir qual o melhor "caminho" para consumir água… Abraço

  6. Porque postar como anônimo? Você tem MEDO da sua opinião? Opiniões bem fundamentadas não precisam de anonimato.
    O texto em si falava das águas, mas se aplica a todo tipo de gafarra plástica. Mas infelizmente tem sempre algum anônimo puxando a sardinha para o lado que lhe convém.

    Anônimo: somando a gente multiplica ok?
    Abçs

  7. Anônimo disse:

    Quer dizer que o planeta ficaria melhor sem água engarrafada? Puxa, e os refrigerantes engarrafados? Por que é que ninguém menciona as garrafas de fantas, pepsis e coca-colas? Hipocrisia? Falta de vontade de lutar contra a indústria dos líquidos gasosos ou o quê?? Aliás, essa suspeitíssima campanha anti-água engarrafada esconde a mensagem "troque a garrafa tradicional pela nossa, mais ecológica". Muy ecológico! Em vez de demonizar a água engarrafad, seria melhor pedir aos fabricantes que instalassem máquinas para receptação de garrafas vazias nos supermercados. Assim, o lixo diminuiria e o cidadão normal poderia continuar comprando sua água sem neuroses.

  8. Regiane Ivo disse:

    Existem maneiras mais econômicas e sustentáveis de consumir água, na minha casa temos filtros na torneira, aquele filtro de barro super antigo e que funciona perfeitamente e ainda mantém a agua geladinha, porém também temos o bendito garrafão de água mineral para as visitas. Ou seja tem para todos os gostos.
    Sempre andei com uma garrafinha na bolsa (sem modismos), pois eu sinto muita sede. E minha garrafinha é uma de bebê que paguei baratinha no mercado.
    As pessoas em geral precisam realmente repensar as atitudes, até o meu lixo do carro eu fiz em tecido para não ter que ficar trocando por aqueles de TNT toda vez que ia lavar o carro. E sempre ando na bolsa com uma eco-bag de um tecido bem fininho que dobrada quase não ocupa espaço, para evitar o uso das sacolinhas plásticas.
    É necessário ter mais consciência e criatividade nessa vida, o mundo é nosso e temos que cuidar dele como se fosse nossa casa.
    Bjus
    http://www.channelfake.blogspot.com

  9. Andrea disse:

    Eu comprei as minhas pelo ebay, com a conversão paguei 70 reais por 2 garrafas com filtro e mais 2 filtros extras. É caro mas vale a pena, meu marido viaja à trabalho pra algumas cidades que nem água mineral tem pra vender… Não me arrependo não.

  10. Anônimo disse:

    Oi,

    Leio seu blog sempre e hoje resolvi comentar pq, pra mim, o assunto é de suma importância. Dentro dessa mesma linha ecológica desse post, vale lembrar uns posts antes que você falou de ova de tainha… Comer esse tipo de "iguaria" não é legal. São milhares de peixes que deixam de desovar milhões de peixes. É um peixecídio!! Inclusive em época de reprodução esses peixes não podem ser pescados pela lei municipal de defeso em Santa Catarina, ainda não temos o defeso nacional. O que eu acredito que podemos ter gostos e atitudes mais saudáveis. E falo com causa própria… já comi muita ova de tainha quando criança em Arraial do Cabo (tenho 45 anos), mas os tempos mudam, infelizmente ou felizmente, depende do referencial.
    Abraços,
    Rita Barreto

  11. Nane Cabral disse:

    Sempre carrego minha garrafinha p tudo qto é lugar. A ideia é bem bacana, queria uma garrafinha dessas!!! pq vc faz isso comigo Tati? Bjo e bom final de semana! Nane http://www.vovoqueensinou.blogspot.com

  12. Lucy Britto disse:

    Nada melhor do que mudar hábitos e atitudes para manter nosso mundo vivo bjs…

  13. Escuta foi bom d+ conhecer seu blog.
    Amei tudo, copiei receita, xeretei bastante……agora vou estar sempre por aqui….bjs

  14. Eu não sou partidária de radicalismos. Eu entendo que há lugares que a qualidade da água é péssima e não dá para não "comprar" água.
    Mas, acho que se essa mensagem atingir as pessoas que TEM água boa em casa, e que mesmo assim consomem de garrafa, já seria um grande avanço. O ideal é se pensar em levar água boa para todos, mas isso foge um pouco do nosso alcance. Eu já comprei várias vezes água de garrafa. Quando me mudei para este condomínio não tinha filtros instalados e a água era ruim, mesmo existindo a afirmação que a água de Sorocaba é uma das melhores para se beber. Não tomaria água de torneira e nessa época comprei muito de garrafa.
    Mas é sempre tempo de repensar nossas atitudes né?

    Tata – Obrigada pela contribuição!

  15. Adorei o tema, mesmo pq sou suspeita, jà que esta ligado a minha profissao, concordo plenamente com a opiniao da Tata acima…Bjim, otimo final de semana !!!

  16. Tata Nani disse:

    Eu sou, Tati, consumidora de água mineral engarrafada, e aqui em casa vai em média, 4 litros por dia. Pagamos barato, pelo fato do ótimo acesso, em média 0,50 (de Euro) a garrafa de 1,5 l. Agora é que vem a jogada: desses cinquenta cents, 25 pegamos de volta. Basta devolver a garrafa no ponto de venda. Ou seja, a questao econômica do consumo – pra minha consciência, é mais pela desigualdade social que eu assisto, do que pelo meu bolso – o que se estende à outros produtos gratuitos… A Alemanha possui leis que determinam responsáveis pelo recolhimento do material plástico (que constitui nao mais que 10% de resíduos coletados), as empresas que o produziram (nesse caso as garrafas plásticas) e a coisa da reciclagem aqui funciona a todo vapor. Nem sacolas plásticas nos supermercados nao existem – a nao ser que vc as compre. Claro que ainda assim, gera desperdício, gera poluicao, e no fim, o sucesso nao é total. O fato das minhas torneiras terem água de ótima qualidade, e a gente até brinca dizendo que podemos beber do chuveiro, é o que mais pesa pra mim. Mas o que me recua da linha novamente, é que eu consumo água com gás. Mas peraí! Minha sogra tem uma maquininha que injetada por cápsulas, lhe garante água com gás da torneira… Poderia eu fazer o mesmo, né? Mas… e o sabor (convenhamos, quem apreciou, sabe) de uma clara, leve e deliciosa água mineral lá dos montes mais altos nao sei de onde, que é diferenciado, e nao mata só a sede. Entra na mesma questao do vinho bom e do vinho ruim: os 2 deixam bêbado, mas só um te dá o prazer. Matar a sede, a gente mata até com água suja, como infelizmente acontece em muitas cidades do nosso lindo Brasil, e onde, me desculpe, eu jamais arriscaria, pq nao faz sentido ficar doente em prol da ecologia. Demanda remédios, embalagens novamente, e no fim dá na mesma. Acho que sao várias questoes ao mesmo tempo sobre o tema, o problema da água engarrafada. E minha opiniao é totalmente dividida, e inconstante, pq na verdade ainda nao está pronta, mas eu penso sério.
    Neste vídeo (vale a pena ver, mesmo estando em inglês), Annie Leonard fala sobre isso:

    http://www.youtube.com/watch?v=Se12y9hSOM0

    Vc nos alertou pra uma coisa importantíssima, de emergência mundial, e que merece a devida atencao nos dias de hoje. Obrigado!
    Um grande beijo, e ótimo fim de semana…

  17. Pura verdade….temos que ficar atentos com o que estamos fazendo ao nosso planeta, né?
    Essas garrafinhas são divinas, adorei a dica,
    eu sempre uso a mesma todo dia tb e abasteço o dia todo. Bom final de semana!Bjs.

  18. Letícia disse:

    Combinadíssimo Tati!
    Eu uso a mesma garrafinha há séééculos.
    Reabeasteço em casa mesmo. Assim pode, né?
    beijão Tati, ótimo post.

  19. Crys disse:

    Eu aprovo!
    … é preciso pensar e mudar nossos hábitos!